Home » ARTIGOS » Dicas, Técnicas & Tutoriais » Quando usar os modos Aperture Priority e Shutter Priority da sua câmera

Quando usar os modos Aperture Priority e Shutter Priority da sua câmera

Header_BeforeandAfterLightroom

Oi pessoal tudo bem? Vocês já devem ter ouvido falar muito que a maneira mais correta e profissional de fotografar é usando a câmera em modo Manual, mas existem dois modos que também podem ser muito bem aproveitados se você souber exatamente do se trata e das suas funções. Além do modo Manual a maioria das câmeras vem com diversos modos e dois deles são a AP (Aperture Priority) e ST (Shutter Priority) e vamos ensinar para quem ainda não sabe quando usá-los.

Prioridade de abertura

canon-vs-nikon-top-view-aperture-priority

Às vezes chamado de “Aperture Preferered” porque esse termo descreve com mais precisão o que está na mente do usuário quando tomam decisões sobre as configurações da câmera; e rotulado “Av” (Valor de abertura) pela Canon e outros; Prioridade de Abertura permite ao usuário controlar a profundidade de campo (essa zona de nitidez que se estende na frente e atrás do ponto real de foco). E como muitas vezes é indicado por um “A” no mostrador de controle, algumas pessoas confundem a definição para “Automático”.

Ter controle sobre a profundidade de campo é muito importante em algumas situações porém outras não. Ao fotografar retratos, por exemplo, pode ser usado para forçar o fundo a estar sempre desfocado utilizando uma grande abertura como 1.8f. Este efeito separa o sujeito do que está por trás deles e dá uma aparência de nitidez acentuada. Ele também permite que você tire a atenção do fundo, disfarçando os objetos tornando-os difusos e indistinguíveis. Controlando a profundidade de campo é igualmente importante quando você quer uma zona maior em foco, como ao fotografar close-ups ou certas cenas de paisagem, onde você usa um f stop entre 11 e 22.

Controlando a abertura também permite que você escolha o f/stop mais nítido da sua lente e mantenha naquela mesma abertura que proporcionará as imagens mais nítidas possíveis para a mesma. Há raras exceções, mas a maioria das lentes tem um melhor desempenho quando vão para baixo dois ou três f / stops. A 50mm f / 1.4 Nikkor, por exemplo, irá produzir melhores resultados em f / 4 do que ele em f / 1.4. E ao contrário da lógica intuitiva, utilizando um f / stop como f / 22 que é bastante pequeno introduz difração, que rouba a nitidez da imagem, apesar da profundidade de campo estendida e a mesma com mais foco.

Prioridade de obturador

DCM120.supp_shutter.tvmode

Conhecido como  Shutter Priority Mode, “Tv” para Canon e “S” para Nikon, há muito a ser dito sobre a eficácia deste sistema, particularmente sabendo do fato de que todos os fabricantes de câmeras reconhecem os efeitos negativos da vibração da câmera e estão fazendo de tudo para  evoluir o sistema de Estabilização de imagem para reduzi-la. Mas no modo S, você define a velocidade do obturador e a câmera faz o resto. Bem, não exatamente.

O argumento da multidão que prefere o modo de Abertura muitas vezes feita foi pensando que: se você definir uma velocidade do obturador que é muito elevadas (1 / 250s dentro de casa, por exemplo) é provável que suas imagens fiquem todas escuras demais, ou até mesmo tudo preto. Como medida preventiva, muitas câmeras irão avisá-lo e, em seguida, mudar para uma velocidade mais lenta quando é impossível conseguir a exposição correta na velocidade selecionada.

Algumas vão também ajustar ISO (apesar do que isso é realmente um caso de abrir mão do controle sobre o resultado final das fotos e esperar o melhor). Controlar a velocidade do obturador significa que você pode ajudar a evitar a trepidação da câmera e mais importante, congelar o movimento do que está sendo fotografado. Se você está gravando um evento de atletismo, por exemplo, ou um jogo e futebol ou um espetáculo de dança você pode usar uma velocidade de obturador muito rápida para parar o movimento e não ter aqueles fantasmas nas suas imagens. Esta teoria funciona bem dentro de casa também. Para cada lente que você use, deve saber a velocidade mínima do obturador você pode pega com sucesso sem trepidação. Eu chamo isso de “ACE” ou a “agitação começa em” e anoto a velocidade do obturador, apenas uma maneira para lembrar.

Com uma lente 50mm e equivalentes, por exemplo, a maioria das pessoas pode clicar em 1/60 de um segundo ou mais. A regra geral é “1 sobre o comprimento focal”, como na fração 1 / distância focal. Então, o equivalente a uma lente de 135 milímetros exigiria uma velocidade de obturador de cerca de 1/125 ou superior para resultados livres de vultos ou tremidas. (Lembre-se que esta regra é bem antiga e foi criada antes do digital, por isso você deve levar em conta o multiplicador da lente no cálculo). Em Prioridade do Obturador você pode configurar a câmera para o ACE e o deixará num ponto que você não terá vibração da câmera.

Bom pessoal, espero que tenham aprendido mais alguma coisa nessas dicas e não esqueçam de compartilhar se tiverem gostado. Até o próximo!

2 comments

  1. Gostaria de uma explicação ou explanação de melhor ajuste para maquina Nikon para tirar fotos de Joias. Usa se muito a Macro, só que a foto tem pouca ârea de nitidez, ficando o restante desfocado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>