Home » ARTIGOS » Dicas, Técnicas & Tutoriais » Baixa Profundidade de Campo em Retratos

Baixa Profundidade de Campo em Retratos

Header_BeforeandAfterLightroom

Uma profundidade de campo rasa pode dar vida ao que de outra forma seria um retrato sem graça. Mas acertar a abertura somente dentro de um estúdio pode ser um pouco complicado. Neste artigo vamos dar algumas dicas para ter uma boa sensação de dimensão e profundidade em retratos dentro do estúdio.

Tirar retratos com uma profundidade de campo rasa (Um baixo F Stop) é uma maneira perfeita de trazer uma ênfase nítida e clara ao assunto, deixando tudo no fundo suave e fora de foco. Mais especificamente, cria uma separação firme entre o sujeito e o fundo que faz com que o sujeito se destaque. Fazer um DOF (Depth of Field – Profundidade de Campo) raso ao ar livre pode ser bem fácil, e é a melhor maneira para você treinar para fazê-lo após em estúdio.

foto 1

A primeira coisa que você precisa é uma lente rápida (f / 2,8 ou inferior). Existem lentes rápidas muito caras mas tem também outras bem baratas e acessíveis, invista numa prime 50mm ou 35mm ambas F 1.8  (Nikon) ou uma 40mm f2.8 macro ou 50mm f 1.8 (Canon) que você terá uma ferramenta poderosa para esse tipo de foto gastando menos de 1000 reais.

A próxima coisa a considerar é a iluminação. Embora você possa obter lindos retratos com o DOF raso sem uma luz da velocidade, usar a sincronização de alta velocidade (HSS) pode definitivamente fazer a a sua exposição muito mais fácil. Você precisa de um flash setado em uma super-baixa intensidade por um momento muito breve no tempo para que você possa evitar a sobreexposição do seu assunto. (Se você não quiser usar HSS, você pode obter um efeito semelhante usando filtros ND, que bloqueiam a entrada de luz na sua lente) Caso não tenha um medidor de exposição para flash vá por tentativa e erro para marcar a exposição correta, já que você está num estúdio terá tempo suficiente para testar todas as configurações e ver qual é a melhor, tente evitar o modo automático (TTL).

foto 2

Uma das razões principais para usar um DOF raso no retrato é separar o assunto do fundo, mas se o fundo for uma única cor (especialmente branco, preto, ou cinza) pode não ficar muito bom. Por isso é interessante usar alguma textura ou objetos coloridos para dar um bom efeito de bokeh (como também é chamado).

foto 3

Além de escolher um fundo com um pouco de textura, a distância do seu objeto para o fundo será o fator chave seguinte. Aí já vai do seu gosto; Não há resposta certa. Se você gostar do fundo mais borrado, posicione seu modelo mais distante do fundo. Se você gosta do fundo um pouco nítido, mova o seu modelo mais perto. Escolha como em foco você gostaria de seu fundo Para obter um pouco mais de profundidade, faça o seu modelo inclinar-se um pouco em direção à câmera ou fotografe de cima. Ambas as técnicas criam um pouco mais de distância entre o modelo e o fundo, dando assim à imagem um maior senso de profundidade.

foto 4

Se você já filmou com a sua abertura aberta (por exemplo, f / 1.2), você provavelmente descobriu que muitas vezes é um pouco difícil colocar todo o seu modelo em foco. É por isso que é importante se concentrar na área onde você quer que o olho do telespectador esteja em primeiro lugar. Para a maioria das pessoas, esse local é o olho do modelo mais próximo da câmera. Usando um primeiro plano para adicionar interesse A última (e mais criativa) maneira de explorar essa técnica é adicionar algo no primeiro plano para trazer mais interesse e profundidade à imagem. Você pôde ter visto isto em retratos clássicos de paredes de tijolos, onde os tijolos na frente do assunto e atrás são borrados, mas aqueles que se deslocam até o assunto tornam-se mais e mais no foco.

foto 5

O efeito é maravilhoso porém tomem cuidado para não usar demais. Como toda técnica fotógrafica a linha é muito tênue entre um trabalho bom e um trabalho repetitivo, então tome cuidado para não abusar demais da técnica que apesar de ser muito legal já foi excessivamente usada por milhares de fotógrafos bons. Bom pessoal aqui foram as dicas para ajudar você a entender melhor a profundidade de campo e como usá-la no seu estúdio para retratos. Sei que cobrimos algo muito básico as vezes mas lembre, uma vez você aprendeu isso também, ou ainda não? Tem algumas dicas para compartilhar conosco? Poste nos comentários!!! Aqui é o Caio Carvalho do Lightroom Brasil e fico por aqui, espero que tenham gostado e até o próximo artigo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>